A VACINAS VITALAB é uma clínica especializada em vacinas que visa à prevenção de doenças para pessoas de todas as idades, de recém-nascidos a idosos. Localizada na cidade de Feira de Santana - Bahia conta com todas as vacinas disponíveis no mercado e possui os mais modernos equipamentos para refrigeração e conservação de vacinas seguindo rigorosamente todas as normas e procedimentos das entidades competentes.

Atendimento na Unidade

Atendimento Domiciliar

Atendimento Hospitalar

Vacinação Empresarial

Furo da Orelhinha

Clique e conheça mais sobre cada vacina:

Composição


A vacina é preparada com bacilos vivos, a partir de cepas do Mycobacterium bovis, atenuadas com gluconato de sódio.

Doença Prevenível


TUBERCULOSE

Causada pelo Micobacterium tuberculosis, cuja apresentação mais comum é a forma pulmonar, com tosse, febre, mal-estar e emagrecimento. O escarro pode ser sanguinolento e, se não tratada, pode evoluir para lesões pulmonares severas e complicações. Outras formas clínicas, menos comuns: tuberculose óssea, miliar, neurotuberculose, intestinal e outras. (15)

Saiba mais: http://portal.saude.gov.br/portal/saude/profissional/visualizar_texto.cfm?idtxt=31081

Esquema de Aplicação


A partir do nascimento. A primo vacinação acima de 5 anos de idade não deve ser realizada rotineiramente, devendo ser feita avaliação médica do risco/benefício. Não se aplica segunda dose, salvo em contatos de hanseníase. Menor de cinco anos de idade que recebeu BCG há mais de 6 meses e não tem cicatriz vacinal deve ser revacinada,sem indicação de avaliação de PPD. Comunicantes de hanseníase devem receber duas doses de BCG, com intervalo mínimo de seis meses (considerar a presença de cicatriz vacinal como primeira dose).

Composição


Vírus cultivados em céculas diploides humanas e inativados em formaldeído. Tem como adjuvante o hidróxido de alumínio.

Doença Prevenível


Prevenção da infecção causada pelo vírus da Hepatite A.

É mais freqüente e benigna que a do tipo B, porém tende a apresentar quadro clínico mais intenso e prolongado em adolescentes e adultos.

Como outras hepatites, caracteriza-se classicamente por febre, icterícia (amarelão), urina escura e fezes claras tipo ¨massa de vidraceiro¨;  mas muitas vezes pode ser pouco sintomática (principalmente crianças).

A transmissão é oral e fecal e o saneamento básico impacta positivamente na diminuição da incidência da doença.

Esquema de Aplicação


Indicada a partir de 1 ano de idade; 2 doses com intervalo 6 a 18 meses entre a 1ª e a 2ª dose.

Composição


Vacina consiste de subunidades do vírus da hepatite B (HbsAg) produzidas em células de fungo ( S.cerevísiae) por combinação genética.Contém alumínio. Eficácia de 95%.

Doença Prevenível


A vacina previne a infecção pelo vírus da hepatite B, caracteriza-se classicamente causada pelo vírus B da hepatite caracteriza-se classicamente por febre, icterícia (amarelão), urina escura e fezes claras tipo ¨massa de vidraceiro¨;  mas muitas vezes pode ser pouco sintomática, podendo durar de duas semanas a três meses e evoluir de três maneiras distintas: cura, hepatite fulminante ou hepatite crônica.

A forma crônica é uma das mais importantes causas da cirrose (insuficiência hepática) e do carcinoma Hepatocelular (câncer de fígado). Cerca de 90% dos RN e 5-10% dos adultos não se curam e se tornam portadores crônicos do vírus, transmitindo-o pelo sangue, secreções ou por contato sexual. Salienta-se que a sua transmissão é 100X mais fácil que o HIV.

Uma gestante portadora do vírus pode transmitir a doença ao recém-nascido, daí a importância de realizar um pré-natal adequado, com sorologias e vacinas; e ainda, a administração da 1ª dose da Vacina ao Recém Nascido (RN) ainda antes de sair da maternidade. Leia mais: http://www.hepcentro.com.br/hepatites.htm

Esquema de Aplicação


Indicada a todas as crianças nas primeiras 12 horas após o nascimento com doses subsequentes com 2 meses e 6 meses de idade (esquema de 3 doses).

Crianças maiores não vacinadas anteriormente, adolescentes e adultos também recebem a vacina com esquema de 3 doses, com intervalo de 1 mês entre a 1ª e a 2ª e a 3ª dose, 6 meses após a 1ª dose.

Composição


Vírus cultivados em ovos embrionados, inativados e fracionados. É produzida anualmente com as cepas dos vírus recomendadas pela Organização Mundial de Saúde para o Hemisfério Sul. Contém traços de neomicina, dependendo do fabricante.

Doença Prevenível


Protege contra infecção pelos tipos de vírus contidos na vacina. Indicada prioritariamente para adultos maiores de 50 anos; crianças maiores de 6 meses e menores de 5 anos de idade;  pessoas de 2 a 50 anos de idade que tenham contato com idosos ou portadores de doenças cardiacas, pulmonares, diabetes, disfunção renal, hemoglobinopatias ou imunossupressão; trabalhadores da saúde; grávidas que estarão no segundo trimestre de gestação; viajantes para áreas de alta incidência.

Esquema de Aplicação


É recomendada apartir dos 6 meses de vida. No primeiro ano de vacinação na faixa etária de 6 meses até 8 anos de idade: devem ser aplicadas duas doses com intervalos de 30 dias entre cada dose. Maiores de 9 anos: apenas uma dose a cada ano.

Composição


Polissacarídeos capsulares do meningococo C conjugados a toxina diftérica modificada( Pfizer e Novartis) ou ao toxoide tetânico ( Baxter). Contém alumínio.

Doença Prevenível


Proteção para criança acima de 2 meses, adolescentes e adultos contra o meningococo do sorogrupo C.

Esquema de Aplicação


Entre 2 e 12 meses de idade: duas doses com intervalo de 2 meses entre as doses.

Reforço após um ano de idade. Se a vacinação for iniciada entre 10 e 11 meses, não fazer reforço no segundo ano de vida.

Maiores de 12 meses de idade: dose única. Recomendado pela SBIm segundo reforço  após 5 anos da primovacinação.

Adolescentes devem receber um reforço com a vacina conjugada quadrivalente aos 11 anos de idade ou 5 anos após a dose anterior.

Composição


HPV Bivalente – subunidades dos tipos de HPV 16 e 18.
HPV Quadrivalente – subunidades dos tipos de HPV 6, 11, 16 e 18.

Doença Prevenível


HPV Bivalente – Câncer do colo do útero.
HPV Quadrivalente - Câncer do colo do útero e verrugas anogenitais.

Esquema de Aplicação


HPV Bivalente ou HPV Quadrivalente são três doses. Com intervalo mínimo entre a primeira e a segunda dose é de um mês, e de três meses entre a segunda e a terceira.

Composição


Vacina pentavalente de vírus atenuado derivados de cepa bovina com modificação genética expressando G1, G2, G3, G4 e P1A. Eficácia para gastroenterite grave por rotavírus já G1, G2, G3, G4, G9 e P1A, em média, 90%.

Doença Prevenível


Indicada para prevenção de gastroenterites (formas graves dediarreia) causadas por rotavírus.

Esquema de Aplicação


Vacina Rotavírus Monovalente: disponível na rede pública e privada, com esquema de duas doses, ideal aos 2 e 4 meses de idade.

Vacina Rotavírus Pnetavalente: disponível apenas na rede privada, com esquema de três doses, ideal aos 2, 4 e 6 meses de idade. Para ambas as vacinas, a primeira dose pode ser feita a partir de seis semanas de vida e no máximo até 3 meses e 15 dias, última dose até 7 meses e 29 dias de idade. O intervalo mínimo entre as doses é de 30 dias. 

8 - VARICELA

Composição


Vacina de vírus vivos atenuados, cepa OKA. Contém traços de neomicina, kanamicina ou eritromicina, dependendo da fabricante.

Doença Prevenível


“Catapora” (causada pelo vírus da Varicela-zostes).

Esquema de Aplicação


Iniciada a partir de 12 meses de idade. *Em situação de risco – por exemplo, surto de varicela ou exposição domiciliar – a primeira dose pode ser aplicada a partir de 9 meses.O intervalo entre as doses é de no mínimo três meses.

Composição


Polissacarídeo capsular de Haemophilus influenzae (PRP):10μgConjugado com Toxóide tetânico (carreador protéico): 20 a 40μg

Doença Prevenível


O Haemophilus b é uma bactéria causadora de doenças invasivas graves, como meningites e pneumonias.. 

Esquema de Aplicação


Se iniciada a partir de 2 meses de idade (quatro doses): três doses com intervalo de 2 meses e um reforço  aos 15 meses de idade.Iniciada de 6 a 12 meses de idade (três doses): duas doses com intervalos de 2 meses e um reforço após 12 meses de idade. A partir de 1 ano de idade: dose única. Segunda dose iniciada em imunocomprometidos, com intervalo de 2 meses.

Composição


Vírus da Hepatite A cultivados em células diploides humanas, inativados em formaldeido e combinados ao HbsAg produzido por células de leveduras. Contém alumínio e neomicina.

Doença Prevenível


Proteção contra hepatite A e B, podendo consequentemente evitar a hepatite D.

Esquema de Aplicação


De 1 a 15 anos de idade: 2 doses com intervalo de seis meses entre as doses.
Apartir de 16 anos de idade: 3 doses com intervalo de 30 dias para a segunda doses e a terceira doses, seis meses da primeira dose.

Composição


Três ou dois antígenos purificados de pertussis (acelular); toxoides tetânico e diftérico; 3 tipos de vírus de poliomielite inativados; polissacarídeos do hemófilo conjugado ao toxoide tetânico; na hexavalente, HbsAg purificado produzido por recombinação genética em célula de levedura.Contém aluminio e neomicina.

Doença Prevenível


Vacina Pentavalente: proteção contra difteria, tétano, coqueluche, Haemophilus influenza B e poliomielite.
Vacina Hexavalente: proteção contra difteria, tétano, coqueluche, Haemophilus influenza B e poliomielite e Hepatite B na forma de vacina combinada.

Esquema de Aplicação


2, 4 e 6 meses de vida. Podem ser intercambiadas, avaliando-se as doses anteriores de hepatite B.

Observações:
- Deve-se respeitar intervalo mínimo entre as doses da vacina hepatite B.
- Respeitar intervalo mínimo de 6 meses da terceira dose para a dose de reforço.

Composição


Possui quatro antígenos (proteínas subcapsulares) do meningococo B: NHBA, NadA, fHbp e PorA. Não é uma vacina  conjugada, como meningpcócica C ou ACWY. É produzida por uma tecnologia chamada vacinologia reversa, que através do sequenciamento genômico da bactéria, identificou algumas destas proteína que são comuns à maioria das diferentes cepas de meningococo B circulantes no mundo. No Brasil, essa combinação de antígenos permite estimar uma copbertura de aproximadamente 80% dos meningococo B que ocorrem em nosso país.

Doença Prevenível


Imunização de indivíduos a partir de 2 meses de idade contra doença meningocócica invasiva causada por Neisseria meningitidis do gripo B. Está licenciada para indivíduos até 50 anos de idade, e recomendada de forma rotineira para crianças e adolescentes.

Esquema de Aplicação


De 2 a 5 meses: 3 doses com intervalo de 2 meses entre as doses e 1 reforço entre 12 e 15 meses.

De 6 a 11 meses: 2 doses com intervalo de 2 meses entre as doses e 1 reforço no segundo ano de vida.

De 12 meses a 10 anos: 2 doses com intervalo de 2 meses entre as doses e até o momento não foi estabelecida a necessidade de reforço.

Apartir de 11 anos: 2 doses com intervalo de 1 mês entre as doses e até o momento não foi estabelecida a necessidade de reforço.

Composição


Oligossacarídeos meningocócicos a, C, W e Y conjugados a proteína CRM de C.diphtheriae. para previnir doenças invasivas. conjugados a toxina diftérica modificada( Pfizer e Novartis) ou ao toxoide tetânico ( Baxter). Contém alumínio.

Doença Prevenível


Proteção para criança, adolescentes e adultos,acima de 2 meses, com risco de exposição ao meningococo dos sorogrupo A,C, W e Y, para previnir doença meningocócica invasiva.

Esquema de Aplicação


Dose para crianças de 2 meses até 23 meses de idade: Em lactentes com idade entre 2 e 6 meses, três doses com intervalo de 2 meses entre as doses. Reforço no segundo ano de vida (entre 12 e 16 meses).

Em crianças não vacinadas com idade entre 7 e 23 meses: 2 doses com intervalo de 2 meses entre as doses.

Crianças superior a 2 anos, adolescentes e adultos: Dose única.

Reforço: a necessidade e o período de uma dose de reforço da vacina Menveo ainda não foram estabelecidos.

Composição


Vacina polissacarídea, purificada de Streptococcus pneumoniae, com vários subtipos. 3 vacinas licenciadas:  

10 valente, com os sorotipos: 4, 6B, 9V, 14, 18C, 19F, 23F, 1, 5, 7. FIndicada para crianças de 2 meses a 2 anos 

13 valente, com os sorotipos: 4, 6B, 9V, 14, 18C, 19F, 23F, 1, 5, 7F, 3, 6A, 19A Indicada para crianças de 2 meses a 6 anos incompletos  

23 valente, Polisacarídeos purificados, não conjugados, de 23 sorotipos de pneumococos. Contém fenol e timerosal.

Doença Prevenível


Doenças como Pneumonia, Otite, Meningite e etc.

Esquema de Aplicação


Pneumo 10: 2 – 4 - 6 meses de idade e um reforço entre 12 e  15 meses.

Pneumo 13: 2- 4- 6 meses de idade e um reforço aos 15 meses. OBS: crianças previamente vacinadas com outras vacinas conjugadas (Previnir/pneumocócica 10- valente) devem receber uma dose suplementar de Pneumo 13-valente.

Pneumo 23: Uma dose em maiores de 2 anos de idade e segunda dose 5 anos após a primeira. Não está indicada para crianças e adultos com menos de 60 anos rotineiramente. Maiores de 2 anos  e menores de 60 anos, com risco para doença invasiva devem receber a vacina Pneumocócica 13-valente e depois a pneumo 23 com intervalo mínimo de 2 meses. Em caso de esplenectomia, deve ser aplicada duas semanas antes da cirurgia. Aplicação em pessoas entre 2 e 59 anos de idade somente com retenção da receita médica.

Composição


Cepas de vírus atenuados da rubéola, sarampo e caxumba. Contém traços de neomicina e gelatina. 

Doença Prevenível


Rubéola, Sarampo e Caxumba.

Esquema de Aplicação


É recomendada para todas as crianças a partir dos 12 meses de idade e segunda dose 15 meses de idade. 



Redes Sociais: